Música sem fronteiras

Uma coisa que eu acho particularmente legal sobre a internet é que ela nos permite conhecer muitos tipos de línguas, culturas e hábitos diferentes da nossa, com a facilidade de um simples clique. E claro, a música não é uma exceção à regra. Graças à wikipedia, youtube, sites de notícias, etc, conheci várias canções legais cantadas em outras línguas de forma rápida, fácil e indolor. E expandi – e muito – o meu horizonte musical. Para mim, ficou claro que um cantor chinês pode fazer músicas muito calmas e deliciosas com um simples violão assim como uma banda norueguesa pode fazer rock de uma forma única e característica. Hoje trago cinco músicas contemporâneas cantadas por seus respectivos artistas internacionais em suas respectivas línguas maternas. Porque conhecer mais nunca é de mais🙂

França – Tété

Tété é um artista de 36 anos nascido em Dakar – Senegal naturalizado francês. Ele é um “trovador e compositor de músicas pop-folk-blues com pretensões intelectuais”, segundo as suas próprias palavras. É calmo e gostoso de ouvir. Lembra um pouquinho de Lenny Kravitz. Aqui está a “Love Love Love”:

Alemanha – Rammstein

Rammstein, uma banda de rock industrial de Berlim formada em 1994, é provavelmente a banda alemã mais conhecida mundialmente. Muitas de suas músicas contém letras que causam polêmica, como a “Pussy”. E geralmente acompanhadas de alguma crítica para “causar”. Aqui está a música “Amerika” – sem nenhum tipo de crítica proposital, é claro.

Japão – Asian Kung-Fu Generation (AKFG)

AKFG é uma banda de rock japonês conhecida provavelmente por todos os otakus em plantão, graças às aberturas que eles fizeram nos animes Naruto, Full Metal Alchemist e Bleach. Aqui está a música “After Dark”, a mais famosa deles, graças a um certo Joãozinho chamado“Bleach”.

Noruega – Kaizers Orchestra

Essa banda da península escandinava é conhecida por ter um rock… hm… indescritível (ajudei muito), pois tem a fama de serem imprevisíveis e únicos. Maaaaas pode ter certeza que está longe de ser um Slayer, Anthrax ou de Beirut, Kaiser Chiefs (momento piada #fail). Quer conhecer melhor e não depender dessa explicação escrota fraca? Então ouve a “Evig Pint”, uma combinação interessante de rock, contrabaixo e órgão (ou será que é sanfona?):

Taiwan – Crowd Lu

Desculpe-me pela minha ignorância, mas tenho muita chance de falar besteira. Não vem dizer que não avisei. O nome do cantor em questão é  盧廣仲” ou “Crowd Lu” para os ocidentais… Acho. Com 95% de certeza. (Se tiver algum leitor que saiba mandarim me corrija!). Eeeentão, esse cantor e violonista produz músicas que não tenho a mínima ideia do que se tratam, afinal, não entendo nadinha de nada da língua – mas gosto. São em sua maioria calmas e relaxantes, com vocais pacíficos, boas escolhas de instrumentos e com um belo tratamento de violão. O cara é talentoso. Aqui está a  “慢靈魂” (Slow Soul)

Farows Cambada! =)

P.S.: Caso você esteja se perguntando, ao ver os meus zóios puxados da “foto” do meu perfil, manjo um pouco em japonês, mas infelizmente nada em mandarim. Sim, sou descendente de japonês. Até.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s