Virgin – Manchester Orchestra

Um aviso prévio: Este post não remete necessariamente à opinião do blog ou a dos demais autores.

Para lhe privar de vários minutos de leitura entediante, totalmente desnecessária e não relacionado à música, desça a barra lateral direita até o vídeo que se encontra mais abaixo deste post… É um video da banda inglesa de rock “Manchester Orchestra”, e se chama Virgin. Muito bom. Maaaas Se quiser ler a hemorragia de palavras abaixo, fique à vontade (Frisando: Este post não remete necessariamente à opinião do blog ou a dos demais autores).

Olá meu caro ser humano. Deixe-me contar a história do nosso garoto Prado. Ele, que tem 15 anos, acorda todo o dia com o barulho do seu celular Motorola e se lamenta da vida que tem. Coitado, ele não mora em Nova York e nem é ao menos americano. Triste. Depois, lava o rosto e escova os dentes com o creme dental Colgate. Obviamente, o creme cumpre a sua função direitinho e deixa os seus dentes limpos, sadios e brilhantes, como naquela propaganda que passava no intervalo do VMA. Ficam tinindo. Toma café da manhã, com direito à ovos e bacon Granja Feliz, sem gorduras saturadas, e calça os seus tênis laranjas Nike Shox, com amortecedores com tecnologia exclusiva da marca. Prado vai pra escola, faz a prova sobre um tal de Capital Cultural e vai mal. Puxa, ele acha que vai tirar zero. Pena. Mas tudo fica bem, porque ele se lembra das baboseiras que envolviam a matéria, de que tudo era produzido pensando nas massas, de que o mercado fonográfico não está pensando em qualidade e sim em vender, e blábláblá. Pensa em como aquele professor de sociologia pode ser tão besta. Se empenha em esquecer sobre isso, pegando o seu iPod Touch de 4ª geração e escutando um pouquinho de Lady Gaga. Música de altíssima qualidade. Assiste as aulas, ouve o sinal e vai embora do colégio. Finalmente está livre… para comer um bom hamburguer no McDonald’s. Melhor ainda é que ele descobre que é o dia para ajudar as criancinhas com câncer e fica tão feliz em poder ajudar. Compra um Big Mac e tcharám! Ajuda a angariar dinheiro para as criancinhas. Fica orgulhoso de tanta boa ação que vem dele mesmo. Ah, na saída do estabelecimento ganha um adesivo que mostra que ele fez parte da campanha. Que orgulho. Mais tarde, volta para casa. Liga a televisão, vê um pouquinho das músicas que estão passando na MTV e fica estupefato com tamanha qualidade. Começa a cantarolar junto. Enquanto isso, liga o seu Macbook, que foi conseguido usando toda a sua poupança, e vai direto no facebook, que vem com feed de notícias personalizado. E no twitter. E no formspring, para checar as novas perguntas feitas. Dá uma googlada sobre um dos vídeos que apareceram à um tempo atrás e sem querer, percebe que o logo da homepage está fazendo homenagem singela à um tal de Aldous Huxley… grande coisa. Ao terminar de ver tudo que precisava, Prado vai até a sala de jantar, come nuggets com fritas, o seu prato predileto, acompanhado de Coca Cola e assiste a um bom Jornal Nacional. Ouve notícias entediantes, sobre a renúncia de um ministro tal, sobre a aprovação de salários maiores para certos políticos, etc, coisas que não devem ser levadas à sério. Mas fica feliz, porque descobre que o seu time de coração ganhou a partida do dia anterior. E fica mais feliz ainda porque descobre que o carnaval está chegando. Termina a janta, dispensando a salada, porque isso é coisa de macho. Sai da sala de jantar e vai estudar. A matéria é sobre um tal de Kant. Whatever. Entediado, resolve dormir.

Ah, esqueça tudo o que eu falei. Foi só um desabafo.

Ok, não vou dar uma de hipócrita e falar que não tenho o meu iPod, que não tomo Coca Cola, que não tenho facebook, que não como hamburguer, ou que não escovo os meus dentes. Não é isso. O que eu quero mostrar, ou ao menos citar, é que tenho muito medo de ser alienado. Ou controlado. É uma sensação que talvez tenha desenvolvido depois de ler livros que tratam de sociedades distópicas como Admirável Mundo Novo, Fahrenheit 451 e 1984 ou ter visto filmes como Laranja Mecânica e V. Uma falha minha. Não consigo viver em paz, porque penso que estou sendo controlado pelas mãos invisíveis do mundo contemporâneo e pela mídia…Ou melhor… Estu-Prado. É desesperador. Sabe, tudo é tão dinâmico e rápido hoje em dia, que não temos mais tempo para parar, pensar e refletir. Por exemplo, a mídia tenta enfiar na sua cabeça que existe uma faca que corta tudo e uma meia que não rasga nunca. No mesmo canal. Outro exemplo vem da política. O Brasil, que tem a maior taxa de juros do mundo, repito do MUNDO, não tem educação, saúde e infraestrutura de primeiríssima qualidade (Com senadores reclamando do salário!). Mas o pior mesmo é que tem gente que realmente cai nessas pegadinhas. Tá bom, vocês está se achando esperto(a) demais, que sabe de tudo isso e não vai cair nesses exemplos “ridículos”. Tá, você sabia que serviços como facebook e google estão filtrando as informações que aparecem na sua tela e estão lhe privando de saber de todos os acontecimentos “em nome dos tempos de personalização”? Aposto que não. Ou que todos os senadores ganharão, repito, GANHARÃO iPads em “nome da sustentabilidade”, para não gastarem despesas com papeis? De novo, aposto que não. Bom, poderia citar um rio  de exemplos do tipo. Mas em síntese, posso dizer que eles nos tratam feito trouxasExatamente, eles nos tratam feito trouxas. E é exatamente por isso que eu fico com medo de ser alienado. Se fatos alarmantes como esses podem chegar aos ouvidos de um cidadão comum, como eu, então imagina o tipo de coisa que acontece às escuras, embaixo dos panos? Viu, esse é o meu medo.

Novamente, esqueça tudo o que eu falei. Foi só um desabafo.

Pessoa, me desculpe por utilizar esse blog de música como fonte de protesto/desabafo, realmente, me desculpe. Mas é que o clipe abaixo tem algo relacionado com o assunto, sobre esse espírito de alienação, de mundo novo… É bem interessante… Não, não tem orquestra nenhuma e não é pornográfico… Just watch.

Well, maybe I’m paranoid, but not android.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s