1991 – O Ano do Rock

Tá… você leu o título acima e já saiu se perguntando o por quê esse ano foi tão importante assim para a história da música. Ok, vou explicar-lhe…

Primeiramente some 1991 mais 20, e você vai chegar ao ano em que nos encontramos… 20 anos de um dos períodos de tempos mais importantes da história da música contemporânea.

Em segundo lugar, quero que você olhe para este bebezinho:

Bonitinho não? Agora que você já olhou o bebezinho, quero que olhe atentamente para essas flores:

Se você ainda não entendeu o que eu estou querendo dizer, aproveite e olhe para estas mãos erguidas ao alto:

Pois é meu caro amigo, estamos no mês de setembro, aproximando-nos do dia 24, dia do lançamento dos clássico álbuns Nevermind (Nirvana) e Blood Sugar Sex Magik (Red Hot Chili Peppers), além de há algumas semaninhas atrás temos comemorado o lançamento do Ten (Pearl Jam).

20 anos de lendas vivas do grunge e sobretudo do rock. E não é só isso; em 91 tivemos o primeiro mega-festival Lollapalooza e a segunda edição do Rock in Rio.

E como se não bastasse, não foram apenas Red Hot, Pearl Jam e Nirvana que deixaram sua marca nesse ano; outras bandas e artistas lançaram discos como Leisure (Blur), Metallica (banda homônima), Use Your Illusion I e II (Guns n’ Roses), Mental Jewerly (Live), No More Tears (Ozzy Osbourne), Badmotorfinger (Soundgarden), Seal (artista homônimo), Innuendo (Queen), V (Legião Urbana), Mad Mad World (Tom Cochrane), Mama Said (Lenny Kravitz), Temple of the Dog (banda homônima), Achtung Baby (U2) e Out of Time (R.E.M.), entre outros.

Mas como estamos comemorando 20 anos de um ano tão especial, juntar os 3 artistas mais especiais da década, LITERALMENTE, é o que podemos fazer de melhor.

Mas como assim? – Vou explicar direitinho em poucas palavras…

3 álbuns; 3 bandas; 1 dia; 1 show.

Pois é, o inesquecível show do Red Hot Chili Peppers, com a sua turnê do Blood Sugar Sex Magik, no último dia do ano em Cow Palace, São Francisco, contou com a participação do Nirvana e do Pearl Jam como atrações secundárias, devido a uma forte amizade entre Anthony Kiedis, Kurt Cobain e Eddie Vedder.

Nostálgico… agora imagine você, no último dia do ano, esperando a virada do ano novo assistindo a um show triplo desses…

Agora para você culpar seus pais de não ter nascido em Seattle na década de 80 para poder curtir um show desses em 91, uma amostra RARÍSSIMA do Nirvana tocando “Territorial Pissings”:

Perceba que ao final do show todo palco é destruído… e você vai à loucura quando o Pe Lanza tira a blusa e joga pra platéia…😄

OBS.: Aos 4:40 perceba as drogas fazendo efeito.

Atéééééé mais e long live to rock! \m/

One thought on “1991 – O Ano do Rock

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s