Sugestão da semana 1

De volta escrevendo aqui nessa bagaça depois de tanto tempo devido a uma viagem realizada pelos autores do blog separadamente para o Japão e a França (cof cof…) a partir de hoje no Break Musical uma vez em alguma semana daremos uma sugestão de discos, músicas, artistas, clipes, caralhoàquatro, banana1real.

E pra começar, você deve conhecer muito bem o Gorillaz e toda a genialidade de Damon Albarn, ex-ex-vocalista do Blur e os 4 membros virtuais da banda, 2D, Murdoc Niccals, Noodle e Russel Hobbs. E não é à toa que o Gorillaz mantém o título de uma das melhores bandas do século XXI. Tamanho sucesso é devido, em especial, ao álbum que levou o Gorillaz ao topo, Demon Days (2005). Tá certo que Damon e seus 4 amiguinhos já haviam alcançado anos antes o sucesso com o single “Clint Eastwood” do debut homônimo da banda de 2001, mas foram os singles de Demon Days os responsáveis por levantar ainda mais a banda.

Demon Days

Sendo o disco mais eletrônico e de música ambiente (mais conhecida como “música de elevador”) do Gorillaz, Demon Days tem um quê bastante obscuro e se assemelha bastante a algumas músicas do álbum Vespertine (2001) da Björk. O hip hop também se fez bastante presente na esfera de Demon Days. Bootie Brown, Neneh Cherry, Roots Manuva, De La Soul (um velho trio bastante conhecido pelo Gorillaz), entre outros, contribuem com seus versos rápidos para as músicas do disco.

Agora, se o disco ganhou cinco vezes o título de platina no Reino Unido, podemos ter certeza que foi em grande parte por causa de sua sexta faixa, a masterpiece do Gorillaz, “Feel Good Inc.”.

Agora, você meu amigo que entende mesmo de música, chega mais. Se você acha que ouvir “Feel Good Inc.” assim pra passar o tempo no ônibus ou no metrozão é legal, talvez você não tenha experimentado ouvi-la junto ao cd. É 10 vezes mais impressionante, assustador e melancólico. A música se junta à anterior, “Dirty Harry”, através dos sons de tiros e automóveis correndo no final junto aos risos diabólicos dos integrantes do De La Soul. Uma das transições mais bem feitas em um álbum em toda a história da indústria musical, e que chega a dar arrepios e um belo susto com a risada maléfica.

Mas além de “Dirty Harry” e “Feel Good Inc.”, podemos retirar do álbum ainda músicas como “El Mañana” e “Every Planet We Reach Is Dead”, que você tem obrigação de ter no seu iPod ou mp3, mp4, 5, 6, 7, over 9000.

E sem ser óbvio e mainstream demais, vamos dar um bonito destaque para a dançante “DARE”. Com a voz anestesiante e chamativa de Shaun Ryder acompanhado pela cantora Rosie Wilson (que faz a voz de Noodle no clipe da música), os dois te imploram para que você não fique parado, porque o ritmo da música, como o próprio nome diz, é OUSADO. É um pecado musical não dançar ao som de “DARE”.

Demon Days é o disco da TPM; um disco para ser ouvido num dia DAQUELES. Ou quando você sente aquela vontade enorme de matar alguém loucamente usando as unhas. Ao invés de faze-lo, ouça esse cd maravilhoso, e sinta na voz de Damon Albarn toda sua diabolicalidade se erguendo e ao mesmo tempo indo aos poucos embora. Um disco bastante irônico e perspicaz, já que as duas últimas faixas contém a participação do coro comunitário gospel londrino…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s