Halloween!!!

Há tempos que eu planejava essa playlist! Claro, Halloween não é brasileiro mas mesmo assim não deixa de ser sensacional, e por isso eu separei uns clipes de terror que pelo menos pra mim são os mais épicos já feitos.

Mas só deixando claro pra quem ainda tem dúvida: halloween não é propriamente um “dia das bruxas”. Isso parte de uma influência católica, associada inclusive ao nome do feriado americano: o halloween é uma junção de palavras em inglês, “All Hallows’ Eve”, ou para os leigos, “véspera do dia de todos os santos”. Se você conhece esse dia, deve-se lembrar que é comemorado pela Igreja Católica no dia primeiro de novembro, simbolizando o dia em que os santos rezam pelo recém-morridos para que sua passagem ao céu possa ser celebrada no dia seguinte, o feriado do dia 2 de Finados. Mas, ainda acima da influência católica sobre o Halloween, estudos indicam de que o feriado possui uma influência celta do antigo Samhain, o ano-novo celta, uma festa que começa com o pôr-do-sol do dia 31 e vai até o amanhecer do dia primeiro, em comemoração à noite mais longa do ano. Tal ritual incluía geralmente sacrifícios humanos às divindades celtas, o que levou à essa nossa mentalidade de que o Halloween é um dia especial para o terror.

Com tudo esclarecido, acho que podemos começar… muahahaha…

Aphex Twin – “Come to Daddy”

Um vídeo de 1997 e que em 2012 ainda dá um cagaço em muita gente. Utilizando-se de um estilo de terror mais macabro e psicológico, nesse clipe dirigido por Chris Cunningham a música de Aphex Twin entra no seu corpo e te convida a vender sua alma por um preço de banana. Foi eleito pela Pitchfork Media como o melhor clipe da década de 90 e é o único vídeo-clipe presente na lista dos “100 momentos mais assustadores” feita pelo Channel 4.

(obs.: dá pra ver em Full HD, é só clicar no botãozinho da engrenagem no vídeo e escolher a opção 1080p, se o seu computador aguentar o tranco, claro…)

Rihanna – “Disturbia”

Um pouquinho de mainstreanismo pra alegrar a galera que nunca ouviu falar de Aphex Twin. E você hipster, não me venha com “aff, Rihanna, que lixo”, porque verdade seja dita, essa mulher já fez música muito boa antes há uns 4 anos atrás. “Disturbia” está incluindo na lista, e quem sabe podemos classificar o clipe como “terror com estilo”.

Marilyn Manson – “The Beautiful People”

Agora eu apelei… será que esse cara não tem pelo menos um clipe que não seja de assustador? A resposta é: não. Marilyn Manson é sem dúvida o cantor mais bizarro e maléfico do mundo, mas fica aí um “The Beautiful People”, mostrando que não é só ele que é tão maléfico assim…

Linkin Park – “Papercut”

O Linkin Park está quase sempre presente nas seleções de clipes aqui no blog, talvez porque eles abordam um milhão de temas diferentes a cada clipe. Do álbum Hybrid Theory, a  “banda dos clipes” leva a batida do nu metal em “Papercut”, carimba o vídeo-clipe da música como o mais medonho da década passada. Muitas cenas foram inspiradas do filme “Alucinações do Passado” (1990).

Rammstein – “Engel”

Um clipe bastante polêmico que não poderia faltar nessa lista em hipótese alguma. Duas palavras o definem bem: luxurioso e espantoso. Melhor música do Rammstein disparada que, sob os versos “Gott weiss ich will kein Engel sein” (do alemão, “Deus sabe que eu não quero ser nenhum anjo”), os alemães do Rammstein mostram o Neue Deutsche Härte em sua forma mais sábia e concreta.

Queens of the Stone Age – “Burn the Witch”

Um clipe pra lá de grotesco, mas que pra mim é a representação pura do Halloween. Essa é a única música do Lullabies to Paralyze (2005) que eu conheço, mas como o Queens of the Stone Age é impressionante a cada álbum então não vejo motivos pra não dar um playzinho sensual ai em cima…

Bauhaus – “Mask”

Inspirado no cinema alemão do início do século XX, esse clipe do Bauhaus ficou conhecido por ser um dos mais assustadores da década de 80, além de ser um clássico do rock gótico. A música vem fomentada com uma pitada de experimentalismo e angústia e o clipe retrata um ritual bastante, hum, intrigante…

Michael Jackson – “Thriller”

E é óbvio que não poderia faltar o clipe que revolucionou a história da música, em conceitos de maquiagem, efeitos especiais, e é claro, MÚSICA. Por hoje, ontem e sempre, “Thriller” é uma masterpiece de respeito e que contém a melhor dança do zumbi já feita, e que nenhuma outra Lady Gaga ouse tentar fazer o mesmo novamente, AMÉM.

Feliz Halloween!! o/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s